Big Data: como resolver desafios do negócio através dos dados

Com o avanço da tecnologia e o aumento exponencial na quantidade de dados gerados diariamente, o conceito de Big Data se tornou cada vez mais relevante para as empresas e organizações em todo o mundo. Com a capacidade de analisar grandes volumes de dados em tempo real, as empresas podem tomar decisões mais precisas, identificar tendências e padrões que de outra forma seriam impossíveis de serem identificados, e assim, melhorar seus produtos e serviços de acordo com as necessidades dos clientes.

Nesse artigo, você conhecerá do que se trata o Big Data, como ele funciona, onde pode ser utilizado e quais são as suas vantagens.

O que é Big Data?

Big Data é uma expressão amplamente utilizada para descrever a grande quantidade de dados gerados e coletados diariamente em diversas fontes. Devido à sua velocidade, volume e variedade, o processamento e análise desses dados é um desafio para as ferramentas convencionais de gerenciamento de dados. Por outro lado, são informações de extrema importância para as empresas, uma vez que permite a obtenção de insights valiosos sobre seus clientes, mercados e operações de negócios em tempo real. 

Através da análise de grandes volumes de dados, as empresas podem obter informações detalhadas sobre o comportamento do consumidor, suas preferências e hábitos de compra, para criar campanhas de marketing mais eficazes e personalizadas. Ademais, o Big Data também permite que as empresas identifiquem tendências e padrões que não seriam facilmente percebidos de outra forma, ajudando-as a tomar decisões informadas sobre a expansão de negócios, desenvolvimento de novos produtos e serviços e otimização de operações internas. 

Em resumo, o Big Data é uma ferramenta valiosa para empresas que buscam manter-se competitivas no mercado atual, onde a coleta e análise de dados são fundamentais para o sucesso dos negócios.

Como funciona o Big Data?

A implementação e utilização de um Big Data envolve três principais fundamentos:

1. Integração

Os processos tradicionais de integração de dados, como extração, transformação e carregamento, não são capazes de lidar com Big Data. Em vez disso, os especialistas recomendam combinar dados de várias fontes e aplicativos. Tarefas de integração e formatação de dados requerem novas abordagens e tecnologias, podendo utilizar conjuntos de dados com terabytes ou até mesmo petabytes de dados. Depois de concluídos, estes devem estar prontos para uso pelo público.

2. Gerenciamento

Para armazenar Big Data, você precisa de uma solução disponível tanto na nuvem quanto no local. Você pode escolher qual abordagem atende melhor às suas necessidades: mecanismos de processamento e conjuntos de dados podem ser sob demanda ou extraídos de qualquer método de armazenamento. As alternativas de armazenamento de dados variam de acordo com a localização dos arquivos. Como a nuvem permite acesso instantâneo a qualquer recurso, ela está crescendo em popularidade como opção de armazenamento de dados.

3. Análise

Analisar os dados coletados e tomar decisões a partir disso é uma etapa fundamental do Big Data. É importante ser criativo no processo de análise de dados: utilize ferramentas como inteligência artificial e machine learning, explore os dados de maneiras diferentes e compartilhe os resultados com outros.

Quais são os V’s do Big Data?

Os conceitos do Big Data também têm algumas características específicas, conhecidas como os “V’s”. São elas:

Volume

Os dados requerem um grande volume para serem armazenados. Como entendemos atualmente, as variações diárias de dados exigem grandes quantidades de dados. E isso está relacionado aos vários estilos de fontes usados ​​nos dados.

Velocidade

Os fluxos de dados são produzidos em um ritmo incrível hoje; além das mídias sociais, milhões de processos são executados constantemente.

Dados importantes precisam ser processados ​​e armazenados para aproveitá-los. É por isso que as aprovações são necessárias para qualquer compra com cartão, venda e análise de flutuações cambiais, por exemplo. Sem essas aprovações, outros processos não podem ser executados instantaneamente usando soluções de Big Data.

Variedade

Os dados não precisam ser organizados em tabelas ou bancos de dados para serem considerados Big Data. Eles podem ser encontrados em vídeos, arquivos de áudio, imagens e até reconhecimento facial. Além disso, fontes de dados tradicionais, como textos e tabelas, não são as únicas coisas que se enquadram na classificação.

Veracidade

Os dados geralmente vêm de muitas fontes diferentes. É difícil conectar, limpar e transformar dados em vários sistemas. Por isso a veracidade dos dados é importante.

Grandes conjuntos de dados permitem informações mais precisas e confiáveis. Os dados conhecidos como Big Data fornecem análises e relatórios de grandes volumes de dados. Isso facilita a conexão de informações de várias hierarquias e fontes. Ao validar os dados e criar relatórios, as empresas podem correlacionar com mais precisão os dados de várias fontes.

Valor

Para produzir informações valiosas, as empresas precisam se concentrar na criação de novos dados. Big data é um objetivo de muitos projetos porque essas informações agregam valor.

Em quais atividades o Big Data é utilizado?

O Big Data pode ser utilizado de diversas maneiras em diversas áreas, como por exemplo:

Desenvolvimento de produtos

O big data pode ser utilizado para antecipar a demanda dos clientes por meio da criação de modelos de predição para novos produtos e serviços, categorizando os principais atributos de produtos ou serviços (tanto anteriores quanto recentes), e modelando a conexão entre esses atributos e o sucesso comercial das ofertas. 

Além disso, também é possível utilizar dados e análises de grupos de foco, mídias sociais, mercados de teste e lançamentos antecipados de lojas para planejar, produzir e lançar novos produtos.

Experiência do usuário

Agora que os clientes têm acesso fácil às suas experiências, as empresas correm para conhecê-los. O big data pode melhorar a experiência geral do serviço extraindo dados de seus registros de chamadas, histórico da web, contas de mídia social e outras fontes. Isso inclui registros de chamadas e histórico da Internet, que podem ser usados ​​para coletar informações sobre interações individuais. Ao fazer isso, você pode maximizar o valor que fornece e reduzir a rotatividade de clientes.

Machine Learning

A discussão sobre aprendizado de máquina está aumentando por causa do Big Data. Em vez de programar máquinas, podemos ensiná-las usando enormes conjuntos de dados. Isso ocorre devido à disponibilidade de big data que pode ser usado para treinar modelos de aprendizado de máquina.

Eficiência Operacional

Big Data tem grandes impactos na eficiência. Por meio dele, você pode medir a produção, o feedback do cliente e o retorno dos produtos para prever melhor a demanda futura. Isso permite evitar interrupções causadas por demanda inesperada e estoques altos.

Inovação

Com o Big Data você pode inovar por meio do estudo de interdependência entre pessoas, instituições, entidades e processos, que ajudará posteriormente na busca por formas de se beneficiar por meio desses insights.

Use informações de dados para tomar as melhores decisões possíveis sobre questões financeiras e de planejamento, e analise as tendências e o que os consumidores querem, enquanto planeja novos produtos e serviços. É interessante também implementar um sistema de preços dinâmico, entre muitas outras possibilidades.

Quais as vantagens Big Data traz para a empresa?

Como você pode perceber, a aplicação devida do uso de Big Data na sua empresa pode trazer diversos benefícios que fazem valer a pena o investimento. Alguns deles são:

Relacionamento com o cliente

É importante conhecer seus clientes por meio de dados coletados de suas conversas ou compras. Isso permite que você crie estratégias mais otimizadas e uma personalização do atendimento, como criar campanhas individualizadas e fidelizar novos indivíduos, aumentando o ticket médio de vendas e também auxiliando na metrificação da satisfação do cliente 

Tomadas de decisão

Ter acesso a dados de negócios valiosos torna a tomada de decisões mais eficientes e rápidas e também torna o processo mais assertivo e criativo, pois novas ideias são desenvolvidas a partir de dados reais.

Identificação de padrões

O Big Data facilita na busca de padrões de consumo em grandes volumes de dados, o que seria difícil de realizar fazendo as identificações apenas a olho nu. Essa capacidade de enxergar além permite que os analistas de dados segmentem os clientes ou identifiquem as campanhas que melhor abordam a dor que seu público experimenta. Também permite que eles criem campanhas mais eficazes e eficientes para atingir seu público.

Precificação

A precificação mais eficiente de produtos e serviços: um dos maiores desafios quanto à competitividade é a capacidade de precificar corretamente seus produtos e serviços. O Big Data pode ajudar nisso, uma vez que permite uma análise mais profunda do mercado através da utilização de ferramentas que disponibilizam informações cruciais como os preços oferecidos por seus concorrentes, os tipos de descontos que eles oferecem, etc.

Quais são as práticas recomendadas para criar uma base Big Data?

Para ajudar a implementar os conceitos do Big Data em sua empresa, aqui vão alguns exemplos de boas práticas utilizadas pelos especialistas.

  • Alinhar o big data da empresa com objetivos específicos;
  • Estabelecer diretrizes e governança para lidar com as lacunas de recrutamento;
  • Criar um centro de excelência que compartilhe conhecimento de forma otimizada com o entorno;
  • Preparar dados estruturados e não estruturados juntos gera a maior recompensa;
  • Priorizar o desempenho do seu laboratório ao planejar;
  • Entender o sistema operacional da nuvem como um todo.

Criada com a cultura de resolver problemas complexos, o NG Billing oferece uma inovação digital acelerada com uma qualidade que vai além do software! Conheça nosso serviço de NG Billing que otimiza seus custos e evolui sua gestão de faturamento!

Insights do nosso time

Obtenha insights do nosso time de especialistas sobre metodologias de desenvolvimento de software, linguagens, tecnologia e muito mais para apoiar o seu time na operação e estratégia de negócio.